Segunda-feira, 22 de Julho de 2013

Dois em um, trabalho e amizade

Fui em trabalho, propor uma candidatura a um concurso, pensei que em hora e meia resolvia o assunto, mas é impossível, esta senhora tem uma conversa deliciosa! E ainda por cima é minha amiga! Que mais posso eu desejar de um trabalho que me proporciona momentos como este? Depois de alguns momentos cheios de emoção, ainda fui presenteada com um miminho. Nunca tinha provado os snacks after dinner, simplesmente deliciosos, como foi a tarde toda. Por curiosidade fui pesquisar no site da Olá e quase morri a ver as calorias...e logo eu, que com mais olhos que barriga comi dois!!! Valeu o conforto que eu senti nesta tarde, o coração cheio com que fiquei, espero que seja o suficiente para queimar calorias, o resto são apenas pormenores!

Sinto-me:: gulosa
publicado por mg_criacoes às 21:56
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Junho de 2013

O caminho é duro, menos duro com um bolinho!

A semana foi difícil, recomeçar é sempre difícil, alguns acontecimentos, algumas pessoas tornam a vida mais difícil. Hoje tomei o compromisso de  uma actividade que já devia ter feito há muitos anos atrás, um passo para a minha autonomia. Outra actividade ao nível espiritual também fazia parte da agenda de hoje, mas não sei bem o que fazer, os horários não são compatíveis com o meu descanso. Foi também uma semana de dúvidas, inquietações, agora que tenho tempo para observar, para sentir, estou disponível para viver e reparo em algumas coisas que já não me agradam. O caminho é duro, por isso fui para a cozinha e fiz uns bolinhos. Tirei a receita daqui. As poucas vezes que vou lanchar numa pastelaria, gosto de comer um queque de noz ou de maça, gosto muito. No outro dia dediquei-me a partir nozes que ainda existiam do inverno. Esta receita rendeu 12 muffins. Apenas acrescentei raspa e sumo de uma laranja e uma pitada de canela, como sempre utilizei açucar amarelo. Provámos agora acompanhado de chá de lúcia-lima e gostámos muito. Aproveitei o forno quente e fiz umas broinhas de amêndoa, que continuam a ser as minhas preferidas, já fiz um post sobre as mesmas, estou sempre a fazer mais para oferecer e ter em casa guardadas. Uma receita rendeu-me 22 broinhas que o sócio vai levar para a semana para os amigos da alameda! 

muffins de noz

Sinto-me:: em dúvida
publicado por mg_criacoes às 23:25
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Maio de 2013

Estreitar laços e conhecimentos

Um destes dias recebi no meu local de trabalho uma colega que pediu uma reunião para conhecer a nossa instituição e a nossa prática. Fiquei encantada com esta pessoa. Após 5 anos ter terminado a licenciatura conseguiu finalmente um emprego na área desde Janeiro deste ano. Começou pela actividade que todos nós começámos o nosso estágio, reconhecimento do local e conhecimento das instituições de apoio e parceiras. Todos nós aprendemos isto, mas depois de termos emprego, as diligências, burocracia, o trabalho é tanto que nos vamos conhecendo aos poucos que o tempo e as acções vão decorrendo. Esta colega tem tido o interesse de conhecer as instituições da freguesia onde se encontra, freguesias limítrofes e instituições de apoio na cidade. Com esta grandiosa actividade e disponibilidade vai conhecendo outras práticas, outros saberes, levando consigo informações e dicas úteis. Uma reunião que podia ter demorado uma hora, demorou duas horas e meia! Gostámos uma da outra. Valorizei muito esta acção e reforcei a utilidade, que nos embrenhamos no sistema e deixamos de o fazer. Acho que o facto de ter trabalho na área comercial de um ginásio bem conhecido, deu-lhe esta facilidade de comunicação e do bater à porta das instituições, dando a conhecer o que fazem e procurando saber o que fazemos, procurando conhecer as sinergias! Trocámos email e no dia se seguir envie-lhe uma série de contactos. Na segunda feira encontrei-a numa sessão de capacitação promovida pela Câmara de Lisboa, onde trocámos mais impressões. Já lhe mandei mais contactos úteis, respondeu-me com um email que me tocou! Não fiz nada de extraordinário, também gosto que partilhem comigo. Acho que um dia destes a vou convidar para tomar um chá, embora o seu local de trabalho seja quase na outra ponta da cidade. Também gostei dela, estou sempre disposta alargar o meu leque de conhecimentos, e quem sabe, de amizades! Uma coisa que tenho aprendido com o estudo da gerontologia, é que devemos sempre alargar os nossos relacionamentos, de preferência com pessoas de diferentes idades. Hoje fiz um telefonema para uma colega da SCML, quando estava ao telefone a colega disse-me que havia alguém que queria falar comigo, passou o telefone a uma colega que em tempos tínhamos trabalhado na mesma freguesia. Não há dinheiro que pague este reconhecimento que fica pelo trabalho em conjunto entre as instituições com colegas de profissão! Afinal se não ajudarmos os nossos colegas de profissão quem vamos ajudar?!

Sinto-me::
publicado por mg_criacoes às 20:58
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 1 de Março de 2013

Será o meu karma?!

Só pode ser a minha cruz encontrar-me constantemente num clima profissional de cortar à faca. Só pode, não vejo outra resposta se não ser o meu destino, o meu caminho, talvez porque esteja sempre apender a conhecer novos sinais, novas perspectivas, novos meandros que ajudam andar para a frente com menos sofrimento. Sempre me disseram que não há ambientes isentos de confusões e maledicências, mas como sou fantasiosa, vivo sempre à espera de encontrar um ambiente tranquilo e saudável. Tantas vezes fui chamada ao gabinete onde o senhor chefe tentava talhar o meu pensamento ao seu jeito, tenta manipular-me, sempre sem efeito, o que o fazia ficar cada vez mais furioso e me criando barreiras ao meu trabalho. Nunca dei parte fraca, embora muitas vezes tenha saído de lá a chorar até ao momento em que lá entrava, no dia a seguir, quando enxugava as lágrimas e subia as escadas a sorrir, a cumprimentar educadamente as pessoas como se nada tivesse acontecido. E assim me mantive, até ao último dia, mantendo sempre a minha dignidade e a minha coragem, que dizem que a tenho. Nunca quebrei, nunca dei parte fraca, nunca dei motivos para me acusarem de má profissional, nunca corrompi os meus valores e princípios, até ao último dia vesti a camisola por todos aqueles que beneficiavam do meu trabalho, isento de todas as flechas que me atingiam. Despedi-me de todos os utentes, pessoalmente ou telefonicamente. No primeiro natal telefonei àqueles que mais me marcaram. Ainda hoje tenho saudades. Fiz amigos e deixei lá muitos amigos. Nunca pensei que fosse possível fazer amigos no meu local de trabalho, mas a verdade é que fiz amigos que sempre me apoiaram e ainda hoje me procuram.

Integrar outro projecto, trabalhar numa equipa diferente, com outros objectivos, numa escala alargada àcidade e fazer parte de uma causa que há muito acreditava e pertencia foi um desafio que aceitei sem pensar duas vezes. Embora quisesse muito sair de onde estava corri o risco de sair de uma situação estável, para uma instabilidade que ainda dura, visto que a continuidade do projecto está constantemente associada à verba que mensalmente chega até que um dia possa terminar, pois os excelentíssimos dirigentes podem decidir que o projecto não é importante e o dinheiro pode fazer falta para comprar uns automóveis de alta cilindrada...

E a pessoa dá tudo, está sempre aberta a novos desafios, não diz não a nada, colabora com toda a gente, está sempre disponível, nunca deixa ninguém sem resposta, porque as respostas quando não se conhecem procuram-se. Sou humilde na minha profissão, peço ajuda desde a um elemento hierárquico superior aoinferior, todos temos à aprender uns com os outros. E ainda assim sou constantemente posta em causa, o meu trabalho, o meu esforço, depois de ter engolido sapos, fechado os olhos a tantas e tantas coisas, muitas já nem me lembro! Já chega de circo para o qual não paguei bilhete, já chega de me gozarem e de me ridicularizarem, já chega de ver alguém a querer destruir o que sempre disse que era preciso construir. Chega de falsidades, meias desculpas e de hipocrisia. O problema não é somente meu, a responsabilidade que carrego às costas é apenas da quantidade de vezes que fechei os olhos e me calei, para manter um ambiente tranquilo. Alguém tem de carregar a restante responsabilidade, porque o problema não são os outros, o problema é de quem acha que o problema está nos outros. É sempre assim não é? Os outros é que estão mal...Daquilo que já vi e da pouca experiência que já adquiri sei que o problema vai resolver-se por si só, assim espero, sem mais angustias, já agora que seja rápido e pouco doloroso, como se anseia num parto!

Sinto-me:: fartinha disto
publicado por mg_criacoes às 20:05
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2013

O tempo foge-nos do calendário, mas não da memória!

Não sei se é da noite chuvosa, fria e húmida, que de repente deu-me um ataque de saudosismo. Lembrei-me que no passado dia 13 de Janeiro tinha feito 7 anos que comecei a trabalhar, ou seja, a fazer parte dos ditos ctivos. Mas o melhor disto é relembrar que com o primeiro ordenado agarrei em 250€ e sinalizei o meu vestido de noiva, que foi adquirido no mês a seguir com ajuda da amiga E. Nunca poderei esquecer aquele dia, a paciência da amiga e a cara do meu irmão; as boas recordações guardam-se num sítio muito especial, no nosso coração! E com isto já passaram 7 anos aprender a ser assistente social, a ser autónoma, independente, crescida, aprender a ser mulher e esposa. Agora vou tomar o meu chá quentinho e continuar a recordar..!

Sinto-me:: saudosista
publicado por mg_criacoes às 20:46
link do post | comentar | favorito

Marisa Rebiteza

Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28

Posts recentes

Dois em um, trabalho e am...

O caminho é duro, menos d...

Estreitar laços e conheci...

Será o meu karma?!

O tempo foge-nos do calen...

Um dia de trabalho que fa...

Chegar a casa e enfiar-me...

Decepções à parte...

Arquivos

Tags

actividade profissional

actividades domésticas

amizade

bijuteria

bimby

experiências

faculdade

família

férias

lazer

livros

memórias

natal

receitas

relações interpessoais

relações profissionais

saúde e bem-estar

sentimentos

tempo

viver

todas as tags

Links